Faz tempo que o RH deixou de ser apenas um suporte operacional para atuar estrategicamente dentro das empresas. Com a transformação digital, essa característica está ainda mais acentuada, o que obriga uma mudança de mindset no departamento.

Os profissionais da área estão se reinventando para acompanhar as tendências e os novos conceitos que a evolução tecnológica tem apresentado. É preciso auxiliar e engajar os colaboradores na adaptação a um cenário novo, no qual as atividades ganham mais dinamismo e agilidade.

O objetivo deste post é demonstrar a importância da mudança do mindset no RH, as interferências da transformação digital no ambiente corporativo e a necessidade de motivar os funcionários para conservar o potencial competitivo da empresa. Acompanhe!

O impacto da transformação digital nas empresas

Com a transformação digital instaurada, dificilmente um setor fica de fora da nova cultura. Talvez uns sejam mais impactados que outros, em função do uso de ferramentas tecnológicas, mas os processos manuais vão se tornando cada vez mais escassos.

A competitividade do mercado exige cada vez mais que as empresas usem a criatividade de os recursos tecnológicos para atrair a atenção dos clientes. O comportamento do consumidor mudou e com ele, seu nível de exigência.

Se a qualidade dos produtos e serviços era suficiente para determinar a preferência e decisão de compra, agora os clientes buscam diferenciais que vão desde o atendimento inicial até a relação com a empresa no pós-vendas.

Os clientes estão em busca de empresas interessadas em compreender suas dores e necessidades, e não apenas fechar uma venda. A relação pode ser mais duradoura quando há uma atenção focada na satisfação plena do cliente.

Função do RH na transformação digital

O objetivo geral da inovação tecnológica é promover melhorias em processos e máquinas, levando a empresa a rever procedimentos, forma de execução e capacitação pessoal. O RH tem papel fundamental no acompanhamento e suporte aos gestores da empresa.

Em organizações tradicionais, que conservam hábitos próprios, o RH estratégico tem a missão de auxiliar na transição e mudança de mindset, a fim de amenizar os conflitos de funcionários que apresentam dificuldades de lidar com as novidades.

Os profissionais especializados do RH são aptos a monitorar e avaliar o comportamento do funcionário, de forma a estimular o desempenho e promover um desenvolvimento organizacional e tecnológico condizente com o esperado pela empresa.

Nem sempre a empresa alcançará uma adesão de todo o quadro funcional, por isso, talvez seja necessário renovar a equipe. O RH é a melhor opção para avaliar em conjunto com os gestores, a melhor forma de realizar mudanças sem causar uma ruptura traumática de equipes e procedimentos.

Por que mudar o mindset no RH

Toda mudança gera expectativa, e alguns funcionários podem ter resistência em relação às transformações digitais, pois temem ser substituídos por máquinas. Se a função do RH é se aproximar dos setores e gestores para apoiar os processos, deve ser um dos primeiros departamentos a desenvolver o mindset digital.

Desafios de promover a mudança

O RH moderno mantém a responsabilidade sobre as operações de departamento pessoal — que envolvem questões burocráticas e trabalhistas —, mas também agrega algo ainda maior, que é a tarefa de motivar e engajar os funcionários no desempenho de suas funções, de acordo com a proposta e cultura da empresa.

O gestor de RH deve se posicionar como peça fundamental e mentora dentro da organização. Por mais que os líderes da empresa tenham competências e conhecimentos específicos, encontrarão na gestão de pessoas o suporte necessário para lidar com os medos e questionamentos de seus funcionários.

Uma empresa é composta por diversos funcionários, em diversos níveis de formação, de conhecimento, de experiência e de hierarquia. Cada um exerce um trabalho importante, por isso, a transformação digital deve ser abrangente e alcançar a todos.

A empresa que passa por um processo longo e definitivo de mudança no campo tecnológico também enfrenta mudanças na visão e nos critérios para contratação de funcionários. Portanto, cabe ao RH se preparar para recrutar os perfis adequados, de acordo com a nova cultura digital.

Transformação digital e o foco em resultados

Uma empresa existe para atender às necessidades do mercado, gerar lucro a seus empreendedores, empregar bons profissionais e, dessa forma, tornar-se uma referência dentro de determinado segmento.

Nessa jornada, a tecnologia agrega valor, ao fornecer recursos que tornam os processos mais ágeis e aprimorados. O risco de erro no trabalho manual pode ser minimizado por uma atividade padronizada e parametrizada em um sistema.

Antes de promover qualquer mudança tecnológica, é importante que o RH faça uma avaliação global do desempenho dos funcionários. O objetivo é identificar forças e fraquezas que podem comprometer, positiva ou negativamente, os resultados da empresa.

Por mais que a inovação tecnológica pareça algo que faça sentido para a organização, preparar os funcionários e reeducá-los antecipadamente é um passo estratégico, que deve contar com toda a equipe e expertise do RH.

Competitividade, transformação digital e a atuação do RH

Vale ressaltar que a maioria das empresas no mercado passa pelo mesmo processo de transformação digital. A organização que não valida esse cenário e o RH que não percebe a necessidade de mudança do mindset colocam em risco seu futuro.

São aspectos que merecem total atenção da alta gestão e envolvimento do RH para que as tomadas de decisão tenham consistência. Todas as ferramentas e condutas são bem aplicadas depois da análise criteriosa e definição da metodologia de mudança.

As mudanças, por menores que sejam, geram custo, e o RH pode ajudar na redução de gastos, avaliando, inclusive, a possibilidade de remanejamento de pessoal, em vez de optar pelo desligamento — todo processo de recrutamento e seleção é oneroso.

São ações importantes para a retenção de talentos da empresa em meio às mudanças. Ao mesmo tempo, pode ser que a empresa descubra diversos talentos subaproveitados, profissionais que podem ser importantes na condução dos novos processos.

A mudança de mindset no RH, em função da transformação digital, vai além da necessidade de aderir à inovação tecnológica. Dentro dos chamados “modelos mentais”, estão todas as crenças, as certezas e valores ratificados cotidianamente.

Estabelecer um novo caminho com diferentes diretrizes e normas é alterar conceitos e reestruturar um padrão de serviços. Logo, a mudança de mindset alcança patamares elevados e deve ser tratada dentro da empresa com prioridade para que todos se sintam acolhidos e estimulados.

Gostou das informações encontradas aqui? Acompanhe a Connekt nas redes sociais e fique por dentro das novidades e tendências do mercado de recrutamento e seleção!

Escreva um comentário