Powered by Rock Convert

De acordo com o relatório de pesquisa da Social Media Trends 2019, 96,2% das empresas brasileiras marcam presença nas principais redes sociais. Além de ser um importante meio para o marketing digital, as organizações utilizam essas plataformas para atrair talentos por meio da publicação do job description (descrição de vagas).

Assim, é importante entender que as redes sociais significam muito mais que um meio de entretenimento, já que elas também facilitam a localização de vagas de emprego. Além disso, o network (rede de contatos) favorece indicações profissionais para quem está iniciando a carreira ou pretende buscar novas oportunidades.

Neste artigo vamos explicar a relevância da relação entre as redes sociais e o mercado de trabalho, bem como sobre os aspectos que devem ser observados quanto à forma de se colocar para garantir uma boa imagem profissional. Continue a leitura para saber mais!

Como funciona o job description nas redes sociais?

Cada vez mais as empresas têm utilizado as redes sociais para publicar o job description (descrição de vagas), como meio de atração e seleção de profissionais. Se por um lado esse novo formato facilita o processo de busca por uma vaga de emprego, por outro, expõe não somente a vida profissional do candidato, mas também detalhes do seu comportamento social.

Dessa forma, o que antes era usado apenas em caráter pessoal, passou a ter grande peso para a construção de uma boa imagem profissional, pois as organizações conseguem rastrear o perfil dos profissionais. Nesse sentido, é fundamental saber como utilizar esse ambiente digital para tirar o melhor proveito das oportunidades.

Como utilizar as redes sociais para buscar vagas de emprego?

Para usufruir de todo o potencial que as plataformas oferecem, é importante observar alguns aspectos essenciais que envolvem desde a forma de buscar uma oportunidade, até saber o que publicar no perfil profissional. Veja, a seguir, alguns dos principais cuidados para usar as redes sociais na busca de um emprego.

Busque empresas que divulgam as suas vagas em redes sociais

Selecione empresas que divulgam as suas vagas nas redes sociais, focando naquelas que você gostaria de trabalhar. Para isso, verifique o que elas exigem e se prepare para entrar em contato e demonstrar o quanto se interessa em ser um colaborador e o que pode oferecer para ajudar a empresa a alcançar seus objetivos.

Elabore um perfil para ser visto pelo mercado

Estruturar um perfil profissional nas redes sociais, vai muito mais além do que postar uma boa foto e dados profissionais. É essencial mostrar experiências, cursos e outras capacitações, mas é preciso também apresentar um bom network, com contatos profissionais influentes e ter cuidado com a imagem que pode ser passada aos recrutadores.

Faça conexões com pessoas que apresentam interesses em comum e procure publicar boas informações, pois os recrutadores costumam analisar um perfil com os seguintes objetivos:

  • avaliar o comportamento online dos possíveis candidatos;
  • selecionar profissionais com perfis semelhantes aos talentos que buscam para alinhamento com a empresa;
  • checar o histórico profissional;
  • localizar por meio do mapeamento das conexões do perfil, contatos de pessoas, como ex-chefes, por exemplo, que possam dar referências.

Observe o que publicar em seu LinkedIn

As empresas preferem profissionais comprometidos, que se preocupam com a qualidade do marketing pessoal, que se apresentem com uma boa postura nas postagens. Assim, é importante desenvolver um filtro pessoal sobre o que é importante e o que não deve ser publicado.

Publique posts inteligentes, com assuntos relacionados à área profissional, demonstrando a opinião de maneira correta e educada, evitando textos irrelevantes. Além disso, é importante não participar de discussões inúteis e infundadas, que só servem para expor preconceitos, falta de educação e mau humor.

Evite o excesso de exposição

Para construir uma boa imagem profissional nas redes sociais, é muito importante evitar a exposição demasiada. Use o bom senso para não “queimar” a própria imagem ao expor demais a sua vida pessoal, pois os exageros podem influenciar de forma negativa a avaliação do seu perfil.

Selecione bem o que compartilhar em suas redes sociais que poderão ser alvo de busca dos recrutadores.

Quais são as principais redes sociais para buscar uma vaga de emprego

Cada rede social apresenta uma dinâmica própria que permite ao candidato apresentar ideias, interesses e preferências, fazer contatos e ampliar os conhecimentos com estudos sobre a área e o mercado de trabalho. Veja, a seguir, como as principais redes sociais impactam na forma como as empresas divulgam as suas oportunidades de trabalho.

Facebook

O Facebook é uma rede social que reúne muitos usuários no mundo todo e uma das que proporcionam vários recursos para a exposição de dados profissionais, como:

  • preencher o perfil com nome da faculdade;
  • informar os cursos realizados, com data de início e término;
  • participar de grupos relacionados à área de atuação;
  • divulgação de vagas, interagindo com os demais usuários;
  • interação com outros profissionais;
  • postagens que demonstrem conhecimento e interesse pela área profissional;
  • seguir páginas das empresas para acompanhar a publicação de oportunidades.

Além disso, a plataforma permite a divulgação de vagas de emprego. As inscrições são feitas com facilidade e as empresas podem realizar avaliações e agendar entrevistas utilizando a própria rede. O Facebook também permite o uso de grupos para conexão, ajudando a ampliar e fortalecer o network.

Instagram

Embora seja uma rede de imagens, o Instagram permite divulgar vagas de emprego para uma grande quantidade de pessoas. Assim, é possível interagir com contas da mesma área de atuação profissional. As empresas também podem divulgar a rotina de trabalho de suas equipes, permitindo aos candidatos conhecer o dia-a-dia da organização e perceber se há uma identificação com a cultura organizacional.

LinkedIn

Segundo especialistas, o LinkedIn ainda é considerado a principal rede social para o mercado de trabalho. No Brasil, essa plataforma reúne o cadastro de milhões de profissionais, o que a torna um dos principais canais para um network eficiente.

Por isso é aconselhável manter um cadastro ativo na rede e preencher todas as etapas do perfil, especialmente a que se refere às recomendações, já que esse tópico permite mostrar ao mercado de trabalho que o profissional é capaz de manter uma boa relação com os empregadores, mesmo após a sua saída da empresa.

Além do preenchimento completo dos dados cadastrais, é altamente recomendável produzir e publicar conteúdos na plataforma, relacionados à área de atuação. Essa atividade aumenta a visibilidade e contribui para transformar o nome do profissional em referência no mercado.

Como vimos, a relação entre as redes sociais e o mercado de trabalho é muito importante para quem busca por uma vaga de emprego. Por meio da divulgação do job description e do network que elas possibilitam, o acesso democratizado aos processos seletivos digitais, serve também como um poderoso meio de aumentar a rede de contatos profissionais e conseguir o emprego dos sonhos.

Gostou deste artigo? Acompanhe as nossas redes sociais para conferir mais conteúdos como esse! É só clicar aqui 😉

Powered by Rock Convert

Escreva um comentário