Dizer que a tecnologia mudou a forma de fazer negócios é clichê, mas continua sendo uma verdade. Mais que isso, o processo seletivo das empresas também foi alterado e se tornou otimizado a partir de um recurso chamado recrutamento digital.

A ideia desse modelo de recrutamento é assegurar um processo que leve à contratação do candidato certo para a vaga mais adequada. Isso é feito com redução de custos, sem prejuízos financeiros e com menor perda de tempo.

Achou interessante? É por isso que, neste artigo, vamos explicar o assunto e mostrar por que você deve adotar esse processo na sua empresa.

O conceito de recrutamento digital

O recrutamento digital consiste em usar a tecnologia para analisar currículos e encontrar os perfis com as competênciastécnicas esperadas pela empresa. A avaliação é feita por ferramentas de inteligência artificial, que incluem, especialmente, o machine learning.

Por meio do aprendizado de máquina, a solução online avalia os cadastros e compara as informações para criar um ranking de atribuições dos candidatos a partir dos aspectos privilegiados pela empresa.

A mudança para a seleção digital é necessária, porque os métodos tradicionais são caros e oferecem baixo aproveitamento. Com o recrutamento online, os currículos não são entregues impressos ou via e-mail, mas são inseridos em plataformas especializadas. A exigência, nesse caso, é a organização da demanda.

Os benefícios desse processo são variados. Por meio dele, o gestor de RH descobre o perfil de profissional atuante no mercado de trabalho, assim como seus objetivos, o que espera da organização, de que maneira encara sua carreira e qual é seu fit em relação à cultura empresarial.

Da mesma forma, é possível avaliar o comportamento dos candidatos para saber se eles realmente se ajustam ao perfil do negócio. Isso evita gastos com processos seletivos frequentes, aumenta a retenção de talentos e fortalece a valorização dos colaboradores.

Mitos e verdades do recrutamento digital

A tecnologia invadiu o mundo corporativo, e o RH é um dos setores que mais se beneficiaram das ferramentas criadas. Isso, porque o setor conta com sistemas que coletam dados, realizam funções e praticamente conseguem pensar sozinhos.

Essa nova forma de trabalho, mais automática, proporciona um processo de tomada de decisões ágil e eficiente. No entanto, é sempre importante frisar que todos esses recursos digitais não substituem o contato pessoal entre recrutador e candidato.

As discussões sobre inteligência artificial no RH

A inteligência artificial (IA) é uma realidade do setor de recursos humanos e pode ser conceituada como um conjunto de sistemas de informação capazes de tomar decisões baseadas no comportamento humano.

Embora o conceito já esteja bastante difundido, a entrada do universo tecnológico no mercado de trabalho desperta uma infinidade de dúvidas a respeito do futuro: seria um mito ou uma verdade que, em breve, a força de trabalho humana será totalmente substituída pela robótica?

Que a inteligência artificial vem transformando as relações dentro das empresas é um fato. E que as atividades estão cada vez mais vinculadas aos computadores, também. No entanto, nada disso anula a necessidade do pensamento humano, especialmente porque, para funcionar, a inteligência artificial depende das ações humanas para estabelecer um padrão e, assim, poder reproduzir suas ações.

Outra questão que deixa isso bastante claro é que os recursos de IA não trabalham com estratégias. Ou seja, eles não têm como substituir os gestores, responsáveis por desenvolver um planejamento estratégico, ou trabalhar na construção de relacionamentos e desenvolvimento de pessoas.

Os artifícios relacionados à inteligência artificial não chegaram apenas para facilitar a rotina do RH, mas o dia a dia de toda a humanidade. No entanto, ela realmente não está apta a substituir os humanos. Quer ver um exemplo?

Imagine um filme em que os protagonistas têm muito dinheiro, uma casa dos sonhos com uma cozinha completamente equipada. Os melhores eletrodomésticos estão lá, e alguns até funcionam sozinhos, por meio de uma programação que permite que o aparelho ligue e desligue sem que alguém acione um botão.

No entanto, para que o bolo fique pronto, é preciso que alguém siga uma receita e misture os ingredientes. A casa não é uma indústria, portanto, não faz o menor sentido ter uma aparelhagem dessas nela. Ainda é preciso de um humano seguindo a receita da vovó.

Compreende por que ainda estamos longe de perder nossos empregos para as máquinas?

Verdades a respeito do recrutamento digital

Ainda há uma ideia equivocada de que os processos online afastam as pessoas e repelem as características humanas. Na realidade, o recrutamento digital acaba aproximando as empresas dos candidatos, uma vez que a internet possibilita que pessoas do mundo todo se candidatem a uma vaga.

Existe, ainda, o advento dos mecanismos de busca, que contribuem para que profissionais cada vez mais alinhados às políticas da empresa se interessem pelo trabalho, já que é possível avaliar seus valores e propósito com antecedência. A tendência é receber currículos de pessoas que são mais condizentes com o clima do negócio.

A tecnologia também dispôs ferramentas voltadas para a análise das características do perfil desses profissionais. Ainda que não estejam tão alinhados assim aos valores da empresa, os sistemas voltados para esse fim conseguem obter essa resposta por meio do cruzamento de dados.

Ou seja, é possível perceber se o indivíduo preenche as necessidades da vaga e se vai estar adequado ao clima da organização antes mesmo de convidá-lo para uma entrevista.

Tudo isso é resultado do mapeamento de talentos, que diminui a incidência de erro nesse tipo de análise e permite que os gestores de RH se mantenham focados nos projetos direcionados à gestão de pessoas, se dedicando a ações que possam atrair e reter os candidatos mais qualificados do mercado e, assim, contribuir para que a empresa alcance resultados cada vez melhores.

7 motivos para investir no recrutamento digital

A explicação de como o recrutamento digital funciona já evidencia os motivos que justificam sua aplicação. De maneira mais ampla, esse processo se torna um diferencial competitivo. No entanto, existem outras vantagens que precisam ser destacadas. Confira!

1. Otimização do tempo

Um sistema de recrutamento permite buscar os candidatos adequados para as posições que estão em aberto. A tecnologia viabiliza estratégias de recrutamento precisas por meio de algoritmos que quantificam, avaliam e cruzam as informações. Esse processo amplia a visão sobre as demandas internas e busca os candidatos certos em menor tempo.

Dessa forma, os profissionais de RH deixam em segundo plano as tarefas operacionais, como a triagem de currículos. Seu foco passa a ser atividades estratégicas, como entrevistas digitais e seleção final dos candidatos. Todos esses critérios fazem o processo seletivo ser mais rápido e eficiente, com otimização dos recursos e do tempo.

2. Eficiência na seleção de colaboradores

O processo de recrutamento online oferece uma exatidão maior, porque os candidatos são ranqueados de acordo com os critérios predefinidos pela sua empresa e características profissionais — por exemplo, área de atuação e formação acadêmica. Essa seleção garante o alinhamento de expectativas e um controle maior do processo, porque há comunicação constante com os interessados na vaga.

Da mesma maneira, os candidatos conseguem melhorar seus currículos e manter seus dados atualizados. Com isso, têm maiores chances de ser chamados para vagas apropriadas, ao mesmo tempo que o índice de empregabilidade das empresas é elevado.

3. Melhoria da segurança dos dados

O recrutamento online é mais seguro. Os dados são armazenados em um ambiente próprio, com identificação de etapas dos processos, registros de análises e estágios passados durante a seleção. Como existe essa facilidade, gestores, candidatos, líderes e analistas têm acesso às informações sempre que necessário.

4. Aumento da transparência do processo

Os dados do processo podem ser acessados por meio de um dashboard. Esse local apresenta a etapa do recrutamento, o total de interessados na vaga e o número de pessoas que continuaram na seleção.

Assim, você tem a chance de avaliar os indicadores para aperfeiçoar os resultados alcançados. Além disso, a plataforma permite configurar os critérios e fazer uma triagem adequada e transparente para todos.

5. Aperfeiçoamento da captação de talentos

As plataformas de automação do recrutamento divulgam as vagas em redes sociais, compartilham oportunidades de emprego e fortalecem o networking. A consequência é a melhoria na captação de talentos, porque são assegurados interesses comuns. Com isso, a chance de atrair um candidato com objetivos semelhantes aos da empresa e que esteja alinhado à cultura organizacional é muito mais significativa.

6. Redução dos custos

Uma plataforma de recrutamento digital gera redução de custos, pois integra empresas e profissionais que buscam uma nova colocação no mercado de trabalho.

Ademais, ela diminui os gastos em todas as etapas de contratação: por exemplo, pelo anúncio de vagas em redes sociais, compartilhamento de oportunidades em sites especializados, menor uso de papel e contato por meio de recursos tecnológicos, como Skype, e-mail e chat.

E as economias proporcionadas pela tecnologia nesse processo podem ir além. Com a automatização dos processos listados acima, sobra mais tempo para que os profissionais se dediquem a dinâmicas para testar as habilidades dos candidatos. Assim, a empresa tem mais chances de acertar na contratação, evitando os gastos com a rotatividade do pessoal.

7. Monitoramento do processo

As diferentes etapas do processo seletivo são acompanhadas pela própria plataforma: por meio do dashboard, você tem um resumo das informações e também confere outros detalhes. Por isso, é mais fácil ter acesso a indicadores, avaliar o que pode ser melhorado e garantir que a contratação ocorra dentro do prazo.

Diferenças entre o recrutamento tradicional e o digital

Se você continua interessado em saber os mitos e verdades sobre o recrutamento digital, basta olhar pela perspectiva dos benefícios listados e perceber as diferenças em relação ao modelo tradicional.

Enquanto as empresas que utilizam o método mais arcaico geralmente contam com um processo lento, sem a possibilidade de avaliar a performance; o digital usa métricas de avaliação e é realizado com mais agilidade.

O recrutamento tradicional geralmente consome mais recursos para alcançar candidatos nem tão alinhados assim e tem uma triagem e análise de currículos mais propensa a falhas; além disso, querendo ou não, as informações muitas vezes ficam desorganizadas. Nada disso acontece no digital.

Todos os benefícios citados são importantes; no entanto, nenhum é mais importante que a escolha do candidato ideal. Quando a empresa acerta no profissional logo de cara, ela passa a investir no desenvolvimento dessa pessoa. E isso só é possível por meio dos recursos tecnológicos utilizados no recrutamento digital.

Sem a possibilidade de avaliar dados precisos, os índices de turnover tendem a subir — e, com eles, as despesas. Mas, quando há uma redução nesse nível, não é só a economia de recursos que se torna uma vantagem.

A tendência é que a produtividade suba, o clima organizacional melhore, a imagem da empresa como boa empregadora se espalhe e, consequentemente, os resultados positivos aconteçam.

Ou seja, o recrutamento digital não só atua na redução de custos, otimização do tempo e eficiência no processo seletivo. Ele também tem impacto direto na lucratividade do negócio.

A importância de uma empresa especializada em recrutamento digital

Empresas especializadas oferecem uma triagem mais aprofundada dos candidatos e encaminham somente aqueles que atendem aos pré-requisitos definidos. No entanto, uma plataforma completa vai além.

Com ela, várias estratégias são utilizadas para encontrar os candidatos mais adequados à vaga. Entre os recursos adotados, estão:

  • marketing e ativação;
  • matching e algoritmo;
  • teste online e entrevista digital;
  • inteligência artificial.

Perceba que, ao adotar uma plataforma de empresa especializada, não é preciso terceirizar o processo e nem montar uma equipe de seleção. Todas as etapas são executadas pela solução inteligente, que realiza um atendimento personalizado e atende a suas necessidades de contratação.

Em resumo, o recrutamento digital é o futuro do RH e já se consolida como uma estratégia acertada. É dessa forma que você obtém redução de custos e garante o alinhamento de interesses por meio da escolha do candidato certo. Com o tempo, essa situação gera muitos outros benefícios, inclusive devido à possibilidade de analisar indicadores e realizar melhorias.

Agora que você conhece as estratégias de recrutamento digital, que tal descobrir uma plataforma especializada e que personaliza o atendimento de acordo com as demandas internas do seu negócio? Acesse o site da Connekt e conheça mais sobre nossa solução inteligente!

Escreva um comentário