Diante da competição acirrada, as empresas enfrentam o desafio de atrair e contratar os melhores talentos. Em economias fortes, como os Estados Unidos e a Alemanha, que veem a taxa do desemprego cair, o embate é maior. No entanto, o marketing de recrutamento pode ajudar a contornar essa situação.

A transformação digital é um dos vários fatores que contribuem para a intensificação do desafio de atrair talentos. Ela reinventou o ambiente de trabalho e multiplicou as possibilidades de remuneração dos profissionais, potencializando o empreendedorismo. Nesse sentido, para atrair esse profissional, as empresas devem investir em técnicas que o transformem em candidato.

Neste artigo, vamos comentar sobre o conceito de marketing de recrutamento, por quais motivos as empresas devem aplicá-lo e as vantagens que ele proporciona. Continue a leitura para saber mais!

O que é marketing de recrutamento?

Quando se fala a respeito das técnicas que envolvem a atração e retenção de talentos, é muito comum ouvir termos como employer branding — a construção da reputação da empresa como recrutadora. Contudo, construir a reputação de uma empresa nesse sentido requer mais.

Mas o “employer branding” é a ponta do processo. Conceitos de marketing e “talent acquisition” (aquisição de talentos) são misturados para que outros apareçam, como o marketing de recrutamento — que envolve as estratégias para atrair, engajar, nutrir talentos e convertê-los em candidatos, da mesma forma como as organizações fazem com os clientes.

Trata-se de uma evolução natural dos processos e ferramentas de recrutamento, pois acompanha as novidades tecnológicas. Em uma economia globalizada, marcada por fenômenos como a flexibilidade nas relações trabalhistas e os múltiplos canais de comunicação, essa é uma forma de captar, atrair e manter a atenção dos profissionais.

No entanto, esse conceito é simples de entender e aplicar, além de trazer um retorno mais vantajoso em relação ao investimento, sendo uma estratégia abrangente para o RH, que utiliza diferentes canais e métodos sempre com o objetivo de converter profissionais em candidatos.

Como é feito o marketing de recrutamento?

Na prática, o esforço do marketing de recrutamento é conduzido por meio de anúncios criativos que usam novas mídias para impactar os profissionais com perfis que se alinham aos valores e cultura da empresa, com o objetivo de convencê-los a se candidatar.

Tal esforço inclui um bom uso de e-mail marketing, otimização de uma ferramenta de busca e aplicação do “social recruiting” (recrutamento nas redes sociais). Há empresas que utilizam também as ferramentas de CRM e sistemas de aquisição de talentos para anunciar as suas vagas e manter um contato fluído com candidatos qualificados.

Descrições bem detalhadas da oportunidade

Para encontrar o talento ideal é preciso realizar um planejamento estratégico e um bom “job description” (descrição do trabalho), fatores que podem fazer muita diferença na hora de conquistar o candidato. As descrições não podem se parecer com uma lista de supermercado, muito menos com um check list feito na revisão de um automóvel — elas precisam ser vendedoras!

Na prática, isso significa descrever de forma estratégica e detalhada, as informações relevantes à vaga, apontando exatamente o que se espera dos candidatos e o que a empresa pode oferecer a ele. Veja a seguir os principais aspectos que devem ser desenvolvidos para atrair candidatos qualificados.

Título

O título da vaga precisa estar sempre claro e objetivo para afastar eventuais dúvidas. Além disso, ele deve descrever a função e não as atividades a serem desenvolvidas. Nesse sentido, a empresa deve escrever “jornalista”, em vez de “jornalista para revista e website”. Também é interessante indicar a hierarquia do cargo como “júnior”, “pleno” ou “sênior”.

Informações sobre a empresa

Por meio do marketing de recrutamento, é possível transmitir aos profissionais, de forma personalizada e automatizada, uma série de informações importantes, desde a história da empresa até as razões que podem motivar a candidatura para uma vaga de trabalho, com maior engajamento dos candidatos.

Para tanto, é importante falar sobre a empresa, descrevendo-a brevemente e comentando sobre:

  • o que faz os colaboradores gostarem de trabalhar na empresa;
  • origem, objetivos e valores de mercado;
  • perfil dos clientes;
  • principais aspectos da cultura organizacional;
  • produtos e/ou serviços que a empresa oferece.

Todos esses detalhes ajudam a atrair os candidatos mais alinhados e adequados ao perfil técnico e comportamental requerido pela organização.

Benefícios

Esse é um dos aspectos que mais pesam na hora da decidir pela candidatura ou não a uma vaga. Assim, é importante informar sobre os benefícios comuns como planos de saúde, odontológicos, vales para transporte e alimentação. Da mesma forma, é interessante comentar sobre os benefícios diferenciados que a empresa oferece, como auxílio-creche, flexibilidade de horário, vale-cultura ou academia, entre outros.

Requisitos necessários

Um poderoso filtro para selecionar candidatos ideais à vaga pode ser obtido com a especificação dos requisitos necessários à contratação, como qualificações e habilidades. Esses aspectos podem ser apresentados brevemente em ordem de relevância.

É importante considerar que quanto mais específica for a solicitação, maiores serão as probabilidades para a empresa receber candidaturas qualificadas. Com isso, ganha-se tempo e objetividade.

Áreas atrativas no site

Quando um potencial candidato se interessa pelas oportunidades de uma empresa, ele busca mais informações em seu site. Nesse sentido, áreas como as de “carreiras” ou “trabalhe conosco” são excelentes meios para conduzi-lo, contudo, não podem se restringir a longos formulários.

Além de profissional, a área sobre carreiras deve ser intuitiva, informativa e alinhada com a sua employer brand. No lugar de um monólogo, é importante criar um diálogo, para que o candidato se sinta confortável. Para tanto, a empresa pode utilizar vídeos, infográficos e outros conteúdos interativos, que ajudem a aumentar o engajamento.

Campanhas segmentadas e aposta em novos canais

Esse aspecto requer um conhecimento do público-alvo para que a mensagem da empresa faça sentido ao profissional que deseja ouvir o que ela tem a dizer. Por isso, as campanhas segmentadas utilizam uma linguagem adaptada para quem será impactado e direcionada por meio de canais diferenciados de comunicação.

Outro ponto importante, no marketing de recrutamento, é que, como em qualquer campanha de marketing, o segredo se encontra na manutenção das abordagens diferenciadas. Por mais que o propósito seja o mesmo e que estejam alinhadas a uma estratégia, as vagas têm suas características e necessitam de abordagens distintas.

Por que utilizar o marketing de recrutamento?

As diversas ferramentas de marketing podem (e devem) ser utilizadas nos processos de atração e retenção de talentos, já que o perfil dos candidatos sofreu mudanças ao longo do tempo e apenas a remuneração não é mais suficiente para gerar interesse no candidato em enviar currículo.

Por esse motivo, as empresas precisam se manter atualizadas e acompanhar e fazer um mapeamento de mercado, conhecendo e aplicando diferentes estratégias para o recrutamento de colaboradores diferenciados. Do contrário, elas correm o risco de ter um alto índice de rotatividade de vagas, além de funcionários insatisfeitos e desmotivados.

Quais são as vantagens do marketing de recrutamento?

O marketing de recrutamento proporciona diversas vantagens à empresa, como atração de profissionais alinhados aos objetivos da organização, facilitação para o onboarding (integração) de novos colaboradores, redução de custos, otimização do processo seletivo e aumento da percepção da marca. Veja a seguir, o detalhamento de cada um dos principais benefícios.

Atrai os profissionais certos

Quando a mensagem é segmentada, tem como destino um grupo seleto de pessoas. Em vez de adotar uma conversação genérica que envolve todos, a empresa direciona a sua comunicação para os candidatos que apresentam o perfil ideal para as vagas anunciadas. Desse modo, consegue atrair quem realmente interessa com objetividade e possibilita a criação de um banco de talentos e iinclusão da diversidade no processo de seleção.

No universo dos aplicativos de paquera, como o Tinder, isso é chamado de match — quando acontece um interesse mútuo. Mesmo que a mensagem alcance menos pessoas, em contrapartida, elas serão mais qualificadas para cumprirem com os objetivos da companhia.

Reduz os custos

A internet tornou democrática a possibilidade de anunciar qualquer negócio. Com pouco dinheiro, é possível criar um anúncio e direcioná-lo para um público específico. Quando isso é colocado em prática na área de recursos humanos, significa redução de custos e aumento da efetividade nos processos de recrutamento e seleção.

Em vez de direcionar as vagas para sites generalistas, que apresentam as oportunidades para todos os candidatos, a empresa tem à disposição, canais segmentados para conversar com o seu público. Gasta-se menos com divulgação e o processo tende a ser ainda mais rápido.

Otimiza o processo seletivo

Muitos processos seletivos se arrastam por semanas e meses por causa da falta de otimização. Sem o marketing de recrutamento, as vagas são divulgadas em sites generalistas e atraem todo tipo de candidato — aumentando a quantidade de currículos que serão analisados.

Gasta-se tempo com isso e ainda existe um risco maior: o de contratar alguém que seja incompatível com o fit cultural da empresa. Esse risco é eminente, pois pode ser grande a pressão do departamento que receberá o candidato, forçando uma aceleração no processo seletivo.

Aumenta o nível de percepção de marca

Além de refletir o futuro, o marketing de recrutamento é determinante para o sucesso da empresa — independentemente da área de atuação ou porte. Uma vez que vivemos em plena era digital, quando as pessoas recebem muitas informações e estímulos ao mesmo tempo, as marcas precisam construir suas reputações e conversar com aqueles talentos que fazem a diferença.

Com o marketing de recrutamento a marca da empresa é trabalhada de forma diferente, aumentando o nível de percepção sobre esse aspecto. Com isso, os potenciais candidatos passam a enxergá-la de outro modo, de acordo com a mensagem que ela transmite.

Dessa maneira, ela consegue melhor avaliação, ganhando valor entre aqueles que compartilham do mesmo fit cultural e desejam desenvolver suas carreiras em um ambiente de trabalho como o seu.

Como vimos, o marketing de recrutamento é uma importante estratégia que as empresas podem e devem utilizar para atrair talentos com perfis alinhados aos objetivos e valores da organização. Dessa forma, ele é uma ferramenta essencial para a competitividade, já que proporciona maior objetividade, agilidade e qualidade para aquisição de profissionais diferenciados, bem como redução dos custos nos processos seletivos.

Gostou do artigo? Entre em contato conosco e saiba mais sobre essa técnica de recrutamento que otimiza o processo de seleção de candidatos e proporcionam resultados ágeis e precisos!

Escreva um comentário


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/admin/public_html/blog.connekt.com.br/wp-includes/functions.php on line 4757