Powered by Rock Convert

As dinâmicas de grupo são etapas de avaliação primordiais nos processos seletivos. Elas funcionam propondo aos candidatos desafios que apresentam aspectos que o indivíduo vai viver no cotidiano da empresa, e que devem ser resolvidos em conjunto.

A forma como o profissional lida com a dinâmica é predominante para saber se ele se adéqua ao perfil da companhia. Por isso, as corporações utilizam dinâmicas de grupo nos processos de recrutamento e seleção.

Porém, muitos candidatos cometem inúmeros erros em dinâmica de grupo, que poderiam ser evitados com uma nova percepção sobre o processo. Por isso, neste post, vamos expor os principais equívocos em dinâmica de grupo e como se comportar de maneira adequada para evitá-los. Confira!

1. Falar muito ou errado

Um dos erros em dinâmica de grupo mais comuns é o ato de falar muito ou errado. Muitos candidatos têm a falsa percepção de que precisam se colocar de uma maneira muito incisiva, chamando toda a atenção pra si, e acabam atropelando os outros ou se impondo em demasia no momento de falar.

É preciso ter consciência de que o equilíbrio é fundamental. Logo, a habilidade de falar é tão apreciada quanto a de ouvir e considerar as demais opiniões para criar relações de benefícios mútuos.

Além disso, o candidato precisa tomar cuidado com seu vocabulário e estar sempre se atualizando por meio do hábito da leitura e da escrita. Falar errado em uma dinâmica de grupo é muito incômodo e reduz a credibilidade do profissional.

2. Sentir-se muito à vontade

Apesar de ser totalmente compreensível, é comum que os sentimentos de insegurança ou nervosismo sejam encarados como fraquezas pelos profissionais. Claro que eles podem ser imensamente danosos, como veremos nos tópicos a seguir. No entanto, sua ausência pode ser encarada como arrogância.

Ao alimentar essa crença de que é “proibido” ficar nervoso, muitos candidatos buscam se colocar de maneira oposta. Ou seja, mostrando-se muito à vontade, como se o processo seletivo não tivesse importância, e isso acaba fazendo com que eles ultrapassem limites que devem ser respeitados em uma seleção.

Logo, novamente, é preciso ressaltar que o equilíbrio é fundamental. O profissional precisa desenvolver o autoconhecimento para controlar suas emoções e não ser prejudicado por elas, bem como para ser cauteloso e sábio no momento de se colocar.

3. Não interagir

A dinâmica de grupo tem o objetivo de avaliar o modo como o candidato interage com seus colegas de trabalho. Logo, não interagir é extremamente negativo, pois representa uma individualidade exacerbada e a desconsideração pela visão do outro.

Dessa forma, o profissional que tem dificuldade em interação precisa buscar formas de desenvolvê-la. Essa habilidade pode ser adquirida com práticas simples.

Por exemplo, sempre que possível, pedir uma informação a um desconhecido, fazer trabalho voluntário, sair sozinho para lugares aos quais está menos habituado, entre outras. Essas práticas levam o indivíduo a ter necessidade de interagir e, com o tempo, esse comportamento acaba se tornando natural.

4. Ser tímido em excesso

Em oposição ao tópico 2, o candidato que deixa suas emoções de nervosismo e insegurança dominarem acaba sendo extremamente prejudicado. Ser tímido em excesso também é um dos erros em dinâmica de grupo mais comuns, e faz com que o profissional não consiga expor suas qualidades e habilidades por conta da insegurança em se colocar.

Logo, as pessoas que são tímidas também precisam incorporar práticas de desinibição em suas vidas, como as expostas no tópico 3. Além disso, aulas de teatro ou de dança podem ser benéficas para a redução da timidez.

5. Competir de forma exagerada

A atuação em grupo tem mais relação com a maneira como o profissional consegue gerir suas relações interpessoais e seus interesses no trabalho, do que determinar quem é melhor no processo. Logo, competir de forma exagerada é extremamente negativo e pode, até mesmo, causar conflitos durante a dinâmica.

Claro que uma competição saudável deve existir. Afinal, o processo seletivo se trata mesmo de uma competição. Contudo, levar isso para o lado pessoal e se portar de maneira agressiva não é o melhor caminho.

O ideal é se portar como um condutor, considerando as opiniões de todos, fazendo um levantamento do que é mais coerente e agindo de maneira criativa e proativa.

6. Tentar adivinhar o que a empresa está buscando

Apesar de alguns cuidados serem primordiais, abrir mão de sua originalidade para passar uma imagem ideal não é uma atitude positiva. Afinal, será muito difícil manter esse personagem no dia a dia corporativo e isso pode acabar sendo mais danoso do que benéfico.

Logo, de forma equilibrada e com autoconhecimento, busque se mostrar da maneira mais autêntica possível. Evite tentar adivinhar o que a empresa está buscando. Você precisa ser o protagonista da sua carreira, e ingressar em uma vaga que não se encaixa ao seu perfil pode acarretar inúmeros transtornos no futuro.

Dessa forma, foque ser coerente, empático, ético e objetivo. Vise ao bem coletivo e se mostre disposto e proativo. Dessa forma, não será necessário mudar nenhum comportamento de forma brusca só para ser conivente com uma expectativa que, de repente, a companhia nem tem de verdade.

7. Desviar o foco

Por fim, não desvie o foco da dinâmica de grupo. Muitos profissionais, na tentativa de serem notados, acabam tendo atitudes mirabolantes e complexas, no momento em que a praticidade e objetividade seriam suficientes.

O momento do processo seletivo não é a hora de expor grandes ideias. A empresa busca apenas conhecer um pouco mais do candidato e identificar se ele se encaixa no perfil da companhia.

Como vimos, os erros em dinâmica de grupo podem ser evitados com o autoconhecimento e com o equilíbrio. Ou seja, o candidato não deve se apagar ou se mostrar de maneira exagerada. Dessa forma, a empresa consegue perceber as virtudes do profissional e identificar sua habilidade em lidar com os outros, sem a intenção de diminuí-los ou exaltá-los. Vale a pena prestar atenção a esses erros e desenvolver seus comportamentos para não reproduzi-los.

E então, gostou do nosso artigo? Aproveite e leia também sobre as melhores dicas para conquistar seu primeiro cargo de liderança, e expanda seus conhecimentos!

Powered by Rock Convert

Escreva um comentário