Powered by Rock Convert

Em plena era digital, não é de se espantar que as empresas estejam investindo cada vez mais em soluções que otimizam os processos de recrutamento e seleção de profissionais. Enquanto algumas utilizam softwares de people analytics, outras já realizam a entrevista digital.

A entrevista digital é feita por meio da gravação de um vídeo, sem nenhuma interação — o oposto do que acontece na entrevista online. Nela, o candidato recebe uma lista de pontos que precisam ser abordados em um vídeo, que pode ser enviado por uma plataforma ou qualquer outro meio de contato com a empresa.

Você está preparado para essa tendência? Continue a leitura deste artigo e descubra porque esse método está cada vez mais popular, os benefícios para você e para a empresa e como você pode ser um sucesso nesse tipo de entrevista!

Por que é uma tendência?

Cada vez mais a tecnologia vem aparecendo como um recurso para que as empresas possam driblar as dificuldades do mercado de trabalho, adaptando métodos, automatizando serviços, diminuindo custos e aumentando a efetividade dos processos.

Nos últimos anos, os avanços promovidos pela tecnologia também foram bastante úteis para adaptar até mesmo os métodos mais tradicionais em recrutamento e seleção. A agilidade em comunicação já conhecida pelo uso das redes sociais foi aproveitada para as etapas do processo seletivo.

Isso fez com que a entrevista digital se transformasse em uma tendência em gestão de pessoas. Ou seja, você não deve se espantar ao perceber que uma empresa substituiu o encontro presencial por uma videoconferência. O processo seletivo online deve ser levado tão a sério quanto o tradicional.

Quais os benefícios para os candidatos e para a empresa?

Não é uma novidade que cada dia mais as companhias, sejam elas grandes ou pequenas, estejam empenhadas em adotar processos que possam reduzir custos e otimizar o tempo dos gestores.

Como destacamos anteriormente, a tecnologia é um importante recurso para que esse objetivo seja atingido. Dessa forma, os profissionais conseguem realizar uma boa gestão do seu tempo, podendo se dedicar a estratégias para a retenção de talentos. O que também é um ganho para os candidatos, uma vez que eles serão os principais contemplados por essas políticas. Especialmente se forem contratados.

E o recurso em si traz diversos benefícios mútuos. Como elimina a barreira da distância, é possível de candidatar a vagas em qualquer local do país ou simplesmente eliminar o deslocamento até a empresa, ainda que estejam na mesma cidade.

A triagem dos currículos e a pré-seleção também costumam ser muito mais eficientes. Ou seja, você provavelmente vai participar de processos que tenham tudo a ver com as suas competências técnicas e emocionais, fazendo com que as chances de contratação sejam muito maiores.

Como ter sucesso na entrevista digital?

Realizar um processo seletivo no conforto do lar ou em qualquer outro lugar em que se sinta mais confortável, pode fazer com que o candidato tenha uma postura exageradamente informal – e acabar se prejudicando por conta disso.

Trouxemos algumas dicas para que você não cometa nenhum deslize.

Prepare o seu discurso

Sua entrevista digital deve ser organizada em uma estrutura composta por três partes:

  • introdução;
  • desenvolvimento;
  • conclusão.

A introdução precisa ser marcante, para mostrar ao recrutador quem é você. Fale, de uma maneira firme e convincente, o seu nome, a sua idade e a área na qual trabalha.

O desenvolvimento da entrevista digital será marcado pelos tópicos que a empresa solicitou que sejam abordados, como a experiência profissional e suas realizações na carreira. Sendo assim, é fundamental que você organize essas informações em uma lista — evitando o esquecimento de uma ou de outra.

Como a entrevista é gravada em vídeo, é importante que você mantenha contato visual com a lente da câmera. Para evitar distrações, fixe atrás desse equipamento a lista com as principais informações e a ordem de apresentação de cada uma. Uma pequena ficha também pode ficar na sua mão, tornando rápida uma consulta.

Ainda falando sobre a organização do seu discurso, saiba o momento certo de parar e concluir o vídeo. Aproveite uma informação importante para criar o gancho necessário para o fim da entrevista digital, reforçando seus destaques. Despeça-se e aguarde alguns segundos antes de levantar e desligar a câmera.

Não se esqueça de pesquisar bastante sobre a empresa em questão e ler com atenção a descrição do cargo.

Treine o discurso com antecedência

Depois da etapa do preparo, você deve treinar o discurso. Para sentir-se mais confortável, escreva suas falas em fichas e, em um primeiro momento, leia-as em voz alta. Experimente usar o gravador de voz do seu smartphone para se ouvir falando e identificar, por exemplo, falhas na dicção.

É muito importante que todas as palavras sejam pronunciadas corretamente para evitar uma interpretação equivocada por parte de quem vai assistir ao vídeo. Da mesma maneira, o discurso precisa ser coerente e fazer sentido — vem daí a necessidade de organizar bem tudo o que será dito.

Pratique o seu discurso na frente do espelho ou grave esse momento com a câmera do celular. Outra pessoa também pode acompanhar o seu treino, apontando as partes que não compreendeu. Quanto mais você treinar, mais confiante se sentirá diante da câmera no momento da gravação.

Organize o ambiente para a gravação

O ambiente onde ocorrerá a gravação também tem um peso importante na entrevista digital. O recrutador não fará a avaliação com base nele, mas o local é capaz de maximizar as suas chances. Escolha um ambiente bem iluminado e com o mínimo de interferência sonora, para que o áudio não seja prejudicado.

A iluminação deve ser natural, e os melhores horários para aproveitar a luz solar são o começo da manhã e o fim da tarde. Sob a luz do meio-dia, haverá muita sombra no seu rosto. Dias nublados também são bons, pois as nuvens deixam a luz difusa.

O ambiente escolhido precisa ser organizado para que ocorra a entrevista sem nenhuma interrupção. Observe questões como a limpeza, a arrumação, a posição de alguns objetos e o local onde você ficará. Tudo precisa estar em conformidade para que a sua mensagem seja transmitida sem distrações.

Teste os equipamentos

Jamais deixe para testar os equipamentos na hora de gravar — pois provavelmente você já estará arrumado e preocupado com o discurso. Sendo assim, evite mais essa preocupação. Realize os testes com no mínimo 24 horas de antecedência. Caso encontre algum problema, você terá tempo para resolver.

Se a gravação for feita com uma câmera digital, verifique a necessidade de um tripé ou encontre um local para apoiá-la com firmeza. O mesmo vale para o smartphone. É fundamental que o equipamento fique em uma posição que favoreça a luz, o som e a sua postura.

Uma lente que fique muito abaixo do seu campo de visão pode distorcer seu rosto, deixando-o maior. Além do posicionamento, faça alguns testes de gravação para garantir a qualidade do áudio. Observe como fica o resultado e faça os ajustes que considerar necessários.

Mantenha a postura e a firmeza no olhar

Chegou o momento de gravar a entrevista digital! Seu discurso já está alinhado e as questões técnicas estão resolvidas, certo? O foco, portanto, passa a ser outro: a sua postura diante da câmera. Por mais que você tenha a possibilidade de gravar o vídeo várias vezes, é essencial adotar as atitudes certas.

O modo como o seu corpo age transmite recados inconscientes — e que, por vezes, podem ser indesejáveis. Cumprimente o espectador do seu vídeo com um leve sorriso, que é uma arma muito poderosa para criar um vínculo pessoal imediato. Mantenha sua coluna reta não cruze os braços.

Você pode apoiá-los sobre as pernas ou colocar uma mão em cima da outra. Hábitos como roer as unhas, coçar o nariz, mexer na orelha ou passar uma das mãos no cabelo também devem ser evitados. Lembre-se dos jornalistas de televisão e adote uma postura parecida, sempre com firmeza no olhar.

Gírias e movimentos bruscos também devem ser evitados. Por mais que a empresa tenha uma postura mais informal, você precisa transmitir profissionalismo no vídeo.

De qualquer maneira, seja você

As dicas que compartilhamos aqui são direcionadas para que você mantenha uma boa postura durante a entrevista digital e consiga se organizar de modo que os imprevistos sejam evitados. No entanto, precisamos destacar que você não deve deixar de lado a sua essência — uma das suas características que o torna único.

Por mais que você se sinta pressionado por estar diante de uma câmera, é importante relaxar para que a sua essência seja transmitida para o recrutador. Desse modo, você evita um discurso engessado e uma postura completamente diferente daquela que é a sua no dia a dia.

Cuide do marketing pessoal

Um recrutador sempre vai esperar espera que você fale sobre suas competências, habilidades, experiências e resultados alcançados. Garra e brilho nos olhos também fazem parte do que ele quer sentir no momento da entrevista, e isso não muda por causa das câmeras.

Procure agir como se estivesse em uma entrevista presencial. A forma como você se apresenta e se comporta é o seu verdadeiro marketing pessoal, e ele merece toda a atenção em qualquer modelo de recrutamento.

Garanta uma boa conexão

O canal de comunicação da entrevista digital é a internet, portanto, você deve garantir que o local escolhido para sediar o dialogo tenha uma boa conexão. Além de se certificar de que a internet não está apresentando falhas, você pode solicitar à empresa uma transmissão de teste antes de iniciar a entrevista

Estar preparado para imprevistos é fundamental para garantir que nada dê errado. Uma falha na conexão pode prejudicar o dialogo, fazendo com que o recrutador entenda uma mensagem de maneira equivocada e, consequentemente, comprometendo a sua continuidade no processo.

Adote, ainda, o costume de acenar com a cabeça antes de responder. Esses segundos podem ser cruciais para que as informações cheguem ao transmissor da maneira que você deseja repassá-las.

Tenha papel e caneta por perto

A dica pode parecer simples demais. No entanto, ao contrário que parece, ter papel e caneta para fazer anotações a respeito dos próximos passos do processo ou até mesmo no caso de alguma etapa acontecer pessoalmente é fundamental para que você consiga manter uma boa postura em frente a câmera.

Utilizar o bloco de notas do computador para este fim pode fazer com que você se atrapalhe, feche o programa que está usando para conversar sem querer ou, na pior das hipóteses, abra um áudio que não pode ser reproduzido.

Quais erros eu não posso cometer?

Mesmo seguindo todas as nossas orientações, eventualmente, você pode acabar cometendo algum erro que pode colocar sua boa performance a perder. Para que isso não aconteça, listamos os mais comuns.

Não tomar cuidado com a postura

Mesmo que você esteja bem preparado e bem vestido, as vezes pode cometer algum deslize relacionado a sua postura. É necessário muito cuidado para não ser mal interpretado, afinal, o nosso corpo revela muito sobre nós.

Procure posicionar o computador em uma mesa e sentar-se adequadamente na cadeira. Dessa forma, você não corre o risco de acabar ficar mais confortável que deveria e acabar se portando como estivesse em casa.

Mesmo utilizando uma camêra, olhe nos olhos do recrutador. Essa troca é perceptível até mesmo em uma entrevista digital. Evite ficar olhando para si mesmo, tentando melhorar a própria imagem ou fazer “caras e bocas”. Lembre-se que você está em uma situação formal, não fazendo vídeos para as suas redes sociais.

Não saber o que falar sobre você

A pergunta “fale um pouco sobre você” pode pegar muitas pessoas desprevenidas. Afinal, todo mundo sabe descrever a sua experiência e formação, mas pode ficar na dúvida na hora de responder sobre qualidades, defeitos, habilidades e aptidões.

Por isso, recomenda-se até mesmo fazer um ensaio prévio da entrevista, ou compor uma lista com essas questões. Dessa forma, você garante ter uma resposta concisa para dar ao recrutador, transparecendo que realmente é um profissional seguro de si, que sabe o que está fazendo e tem pleno domínio sobre os pontos fortes e fracos.

Dessa forma, o empregador vai se sentir mais seguro e confortável em contratá-lo. Lembre-se sempre de que os recrutadores sabem que as pessoas tem defeitos e tentar escondê-los não vai fazer com que você pareça mais competente. Muito pelo contrário, pode deixar as pessoas desconfiadas da sua conduta e profissionalismo.

Como você pôde conferir ao longo deste material, a entrevista digital é uma tendência nos processos de recrutamento e, por esse motivo, você precisa estar preparado. Trata-se de uma forma de as empresas acompanharem a evolução da tecnologia, poupando recursos e se aproximando de profissionais competentes que estão em qualquer ponto do planeta. O que significa que, provavelmente, a prática será cada vez mais comum.

Aproveite para seguir os nossos perfis nas redes sociais e tenha acesso a outras dicas e informações: FacebookInstagramYouTube e LinkedIn.

Powered by Rock Convert

Escreva um comentário