Powered by Rock Convert

É inegável o quanto as relações de trabalho sofreram transformações nos últimos tempos. Com a diminuição dos vínculos empregatícios comuns nos moldes antigos, as pessoas começaram a se reinventar, levando também o mercado a mudar suas exigências. E a tendência é que essas mudanças não parem por aí. Você consegue imaginar, por exemplo, como será o currículo do futuro?

Um dos principais fatores que desencadeiam essas transformações é o avanço tecnológico. Ele atinge todas as áreas e também está presente no momento em que o trabalhador busca uma nova colocação no mercado. Nem precisamos dizer que as melhores vagas estão destinadas àqueles que acompanham as tendências do mercado e buscam adequar-se a elas.

O currículo do futuro, portanto, tende a ser mais informatizado. Para você entender melhor, listamos abaixo alguns dados que não poderão faltar. Acompanhe!

Portfólio

Que trabalhos você já realizou, que se relacionam com a vaga em questão? Com a mudança dos moldes de trabalho, é comum que profissionais de determinados ramos já tenham participado de conferências e palestras, criação de produtos ou quaisquer outras ações de grande relevância no mercado. Montar um portfólio com suas principais ações profissionais é fundamental para que a empresa conheça um pouco do seu trabalho.

Existem sites especializados na criação de portfólios e você pode utilizá-los para disponibilizar amostras do seu trabalho de maneira estruturada e organizada. Na hora de escolher o que mostrar, entretanto, é necessário ter bom senso. O ideal é priorizar os trabalhos que tiveram maior destaque e aqueles que se relacionam ao cargo ao qual você vai se candidatar.

Projetos

Tão importantes quanto os trabalhos realizados, são os seus projetos. Muitos profissionais atuam temporariamente em funções específicas. Alguns deles agregam tanto à carreira do profissional que seria um desperdício deixar de incluí-los no currículo. O currículo do futuro abre espaço para essa questão. Nos moldes atuais, um trabalho temporário não é mais sinônimo de “sujar a carteira de trabalho”, mas uma forma de mostrar ao mercado a sua versatilidade.

Apresentação em vídeo

Alguns currículos digitais, além das informações apresentadas, também pedem que o profissional grave um vídeo falando de suas principais características, trajetória e objetivos. Essa ação funciona basicamente como uma versão moderna da famosa pergunta: “quem sou eu?”, tão temida nas entrevistas de emprego. No vídeo, basta agir com naturalidade e jamais mentir ou “aumentar” as informações.

Redes sociais

Já que hoje em dia, a grande maioria das pessoas está presente nas redes sociais, incluí-las no currículo é uma forma de proporcionar à empresa a oportunidade de conhecê-lo melhor. Alguns formulários online, inclusive, contam com espaços específicos onde os links podem ser incluídos facilmente.

Currículo digital

De modo geral, os impressos vêm cedendo lugar aos documentos digitalizados. Existem hoje plataformas que permitem a inserção de currículos digitais, além de empresas que permitem a subscrição a partir do próprio site.

Como se pode ver, para aderir ao currículo do futuro, é necessário conhecer as tendências e adaptar-se a elas. Por que não começar agora mesmo a pesquisar mais sobre o tema?

Se este post foi útil para você, assine a nossa newsletter e receba nossos próximos conteúdos e novidades em primeira mão direto na sua caixa de entrada!

Powered by Rock Convert

1 Comentário

  1. Luiz Carlos Arruda Responder

    Extremamente esclarecedor, trata-se de uma ferramenta muito importante , vocês estão de parabéns em oferecer e compartilhar essas informações, tenha a certeza que irá ajudar muitas pessoas. Isso é a corrente do bem.

Escreva um comentário