Entenda a relevância do intercâmbio para o seu currículo

Um currículo tem basicamente o objetivo de destacar os pontos fortes de um indivíduo para garantir vantagem competitiva no mercado. Competências técnicas, habilidades pessoais e experiências diferenciadas, como um intercâmbio, compõem o documento.

Uma experiência fora do país costuma ter um peso importante na formação do profissional e chamar a atenção do recrutador. No entanto, para garantir o diferencial competitivo, essa informação deve ser mostrada de uma forma que possa surtir o efeito esperado. Portanto, acompanhe nosso artigo e veja como explorar essa importante vivência no seu currículo!

Por que é importante adicionar o intercâmbio no currículo

Passar por um intercâmbio, por si só, já é uma experiência incrível. A vivência é bastante vantajosa para quem passa por ela e o mercado de trabalho tem consciência de que promove um impacto positivo na atuação profissional de quem já foi intercambista.

Vivência em outras culturas

Vivemos em uma época em que a diversidade vem sendo cada vez mais valorizada no ambiente corporativo. Um profissional que já tenha vivenciado uma cultura diferente da brasileira, na prática, demonstra que tem total capacidade de conviver com as diferenças.

Conhecimento em outro idioma

Um dos grandes benefícios e motivos para uma pessoa fazer intercâmbio é a oportunidade de estudar uma língua estrangeira e utilizar no dia a dia. Mergulhar na rotina que exige a comunicação em outro idioma comprova para as empresas que o profissional realmente conhece o dialeto do local.

Independência e adaptação

Quem se sujeita a passar um tempo fora do país e socializar com um povo totalmente diferente do que está acostumado demonstra ter capacidade de adaptação, ser resiliente e apresenta uma certa independência.

Essas são características muito apreciadas no mercado de trabalho, uma vez que indicam que o indivíduo pode manter um bom relacionamento interpessoal e, possivelmente, resolver problemas com facilidade.

3 dicas para explorar a informação do intercâmbio no currículo

Não basta apenas inserir a informação no currículo e esperar que o contratante tire todas as conclusões apontadas acima espontaneamente. É preciso indicar os benefícios que a experiência trouxe para a sua vida profissional. Confira as 3 melhores formas para fazer isso:

Cursos realizados

Acrescente no campo referente à sua formação o curso realizado, nome da instituição, carga horária e a localização.

Experiências profissionais

Ao listar empregadores, você demonstra que sabe aproveitar as oportunidades para estabelecer uma boa rede de contatos.

Habilidades adquiridas

Procure relatar as habilidades trabalhadas durante a viagem, como forma de estimular o recrutador a realizar uma entrevista e saber mais sobre a experiência.

Tipos de intercâmbio

Muitas pessoas têm uma ideia equivocada de que só é possível realizar um intercâmbio durante o ensino médio. No entanto, existem diversos programas que permitem a vivência no exterior e o estudo da língua já na vida adulta. Veja as possibilidades:

  • intercâmbio profissional, para trabalhar;
  • intercâmbio acadêmico, voltado a realização de algumas disciplinas, um semestre ou toda a formação no exterior;
  • intercâmbio para cursos específicos;
  • intercâmbio para curso de idiomas;
  • intercâmbio para a realização de trabalho voluntário.

É importante lembrar que na hora de adicionar o intercâmbio ao currículo, as frases devem ser curtas e objetivas. Os relatos devem ser realizados na hora da entrevista, se assim for do interesse do recrutador. O essencial, que são as experiências e conhecimentos adquiridos, é o que pode fazer com que você seja escolhido para participar da seleção.

Falando nisso, aproveite para ler algumas dicas sobre como você pode se destacar durante um processo seletivo!

Previous Post
Next Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *