Cada pessoa tem o seu próprio jeito de pensar e agir — e a diversidade humana é objeto de inúmeros estudos e análises, que originam metodologias como a do teste comportamental, utilizado por empresas para diversas finalidades.

Ele pode ser aplicado para uma recolocação profissional, em um processo seletivo ou no momento de uma promoção. O teste serve também para adequar uma função, além de outras possibilidades que visam um melhor aproveitamento do capital humano nas organizações.

Neste artigo, vamos explicar o que é o teste comportamental, como funciona e a sua importância para o processo de recrutamento e seleção. Continue a leitura para saber mais!

As origens do teste comportamental

A teoria do perfil comportamental foi criada pelo PhD em psicologia William Moulton Marston, na década de 1920, para explicar as respostas emocionais das pessoas. A técnica utilizada dividiu o conjunto de habilidades individuais em dois planos: interno — quando a reação ocorre pela própria percepção do funcionário diante de um contexto, e externo — quando o indivíduo é analisado pelo ambiente.

Com base nessa divisão, o pesquisador Marston desenvolveu uma teoria fundamentada em quatro pilares essenciais para as práticas empresariais. Essa teoria foi publicada em 1928 no livro “Emotions of Real People“ (As Emoções das Pessoas Normais).

A partir de então, ela começou a ser identificada como “Metodologia DISC”, tornando-se uma das ferramentas de apoio mais aplicadas no mundo para mapear o perfil comportamental dos colaboradores nas empresas, com base nos seguintes traços de personalidade:

  • D — Dominance (Dominância): lida facilmente com desafios. Apresenta predominância em determinação, exigência, ousadia e domínio sobre a situação;
  • I — Influence (Influência): perfil mais emocional, com grande habilidade em influenciar pessoas. Tem predominância em entusiasmo, persuasão, otimismo e comunicação;
  • S — Steadiness (Estabilidade): lida melhor com as rotinas e padrões. As características predominantes são: tranquilidade, confiabilidade, paciência, lealdade, persistência, previsibilidade e gentileza;
  • C — Conscientiousness (Conformidade): facilidade em lidar com processos e regras. É predominantemente analítica, lógica, disciplinada, cautelosa, perfeccionista e precisa.

Benefícios da metodologia DISC

A metodologia DISC possibilita agrupar colaboradores por habilidades para a criação de diferentes perfis comportamentais. Nesse sentido, ela é considerada uma ferramenta útil para descobrir talentos e colocar as pessoas certas nos lugares certos, aproveitando o máximo do desempenho delas.

Dessa forma, o teste comportamental tornou-se uma estratégia muito utilizada pelo departamento de Recursos Humanos das empresas. Ele é realizado por meio da aplicação de questionário, para identificar as competências do indivíduo (traços predominantes) e relacioná-las com as suas atitudes e comportamentos.

Assim, a avaliação pode ser aplicada em processos de recrutamento, promoções, transferências de funções, entre outras situações, visando identificar colaboradores que apresentam características necessárias para determinadas atividades dentro da empresa.

Dessa forma, um indivíduo que apresente habilidades relacionadas à facilidade em se comunicar, à proatividade e à capacidade para a resolução de conflitos, por exemplo, pode ser identificado como uma pessoa apta aos cargos de liderança.

Aplicação prática do teste comportamental

O levantamento do perfil comportamental é realizado por testes, simulações, entrevistas e/ou dinâmicas em grupo, com base em vários fatores, como capacidade mental, interesses, motivações e limitações.

O teste é feito de forma estruturada, por meio de perguntas simples e diretas a fim de coletar as vocações e percepções dos profissionais analisados. A padronização desse processo garante um diagnóstico mais preciso do perfil do profissional.

É importante observar que o teste deve ser aplicado por psicólogos capacitados, já que os resultados exigem uma interpretação, principalmente no que se refere à aderência do perfil comportamental em relação à cultura organizacional e à função. Para a eficácia dos resultados, também é fundamental que os participantes respondam às questões com sinceridade e sem interrupções.

A importância do teste comportamental para o RH

O teste detecta competências dos indivíduos e permite utilizá-las para diferentes necessidades das empresas, como em processos de recrutamento, planejamento de treinamentos ou até mesmo para a identificação de talentos ocultos na organização.

Com isso, há um ganho muito interessante tanto para a organização, quanto para o funcionário, que desenvolve um sentimento de realização profissional por meio de um trabalho eficiente e eficaz.

Veja a seguir, as vantagens que o teste comportamental oferece às empresas e colaboradores, tornando-o um importante instrumento estratégico para o recrutamento e seleção de pessoas.

Avalia conhecimentos e competências

Uma empresa que utiliza o método DISC consegue direcionar os colaboradores ideais aos departamentos em que as suas competências podem ser mais bem aproveitadas.

Melhora a retenção de talentos

A facilidade para direcionar os colaboradores adequadamente e criar planos de desenvolvimento, gera satisfação profissional, o que ajuda na retenção de talentos.

Possibilita maior assertividade

O teste possibilita a seleção e contratação de profissionais mais alinhados à cultura da empresa, à equipe e ao cargo que vão exercer.

Desenvolve lideranças

As competências ocultas descobertas com a análise do perfil, bem como o autoconhecimento que o teste comportamental proporciona, auxiliam o colaborador a desenvolver a sua capacidade de liderança.

Fortalece o trabalho em equipe

O DISC pode ser utilizado para fortalecer os valores de trabalho em equipe, pois a dinâmica dos relacionamentos interpessoais depende das personalidades individuais agrupadas por interesses e motivações identificadas.

Evita candidatos sem o perfil da empresa

O teste promove a seleção e contratação de profissionais mais alinhados à cultura da empresa, à equipe, bem como aos cargos que serão ocupados.

Ajuda a reduzir custos

A retenção de talentos diminui a rotatividade e aumenta a produtividade. As altas taxas de turnover podem causar grandes prejuízos para a empresa, principalmente devido às obrigações trabalhistas.

Deste modo, as demissões geram despesas operacionais, que podem ser reduzidas com a implantação do teste comportamental, a fim de garantir contratações alinhadas com os objetivos da empresa.

Como vimos, o teste comportamental é um importante instrumento para o processo de recrutamento e seleção, bem como para o redirecionamento de talentos em empresas. Por esse motivo, ele deve ser aplicado por profissionais ou empresas capacitadas, como a Connekt.

Gostou de saber sobre a importância do teste comportamental para as empresas e ficou interessado em adotá-lo? Então, entre em contato conosco!

Escreva um comentário