Chamamos de employee experience as estratégias usadas pelas empresas para garantir o bem-estar dos seus colaboradores. O conceito começou a ser aplicado a partir do momento que essas organizações passaram a enxergar a importância do seu capital humano para o sucesso do negócio.

Essas ações exigem da empresa certo esforço para descobrir o que motiva os times, descobrindo seus desejos e principais demandas. Um deles é adotar as pesquisas de clima organizacional. No entanto, tudo vale a pena, pois traz diversos benefícios.

Este artigo busca explicar com mais detalhes o que é esse conceito, suas vantagens e como é possível incluir na rotina do negócio. Acompanhe!

O conceito de employee experience

O conceito de employee experience pode ser comparado ao da experiência do consumidor, diferenciando-se apenas no que diz respeito à finalidade de cada um e ao modo de aplicação. Nesse caso, estamos falando das empresas que buscam promover uma experiência agradável aos seus próprios colaboradores.

Melhorar o clima organizacional, atrair a atenção dos profissionais mais qualificados disponíveis no mercado e reter esses talentos são os desafios das organizações que sabem o valor do ativo humano para que a empresa consiga se manter em ascensão em um cenário tão competitivo.

Para isso, buscam adotar iniciativas inovadoras. Esse conjunto de ações busca melhorar a experiência do profissional no desempenho de suas funções, na posição de contratado e como membro do seu quadro de colaboradores. Ele deve envolver:

  • uma liderança inspiradora;
  • cultura organizacional com missão, visão e valores bem definidos e praticados;
  • ambiente organizacional saudável;
  • política de benefícios e incentivos criativos;
  • foco no bem-estar;
  • promoção do conhecimento e capacitação contínua.

Os benefícios dessa estratégia

Por se tratar de um conjunto de ações, o employee experience promove diversos benefícios. Conheça os principais.

Recrutar e reter os melhores talentos

Não há dúvidas de que promover uma experiência positiva aos colaboradores desperta o interesse dos profissionais mais qualificados do mercado. Quanto mais atrativo for o conjunto de incentivos oferecidos, maior será o poder de atração.

Hoje, há uma busca por melhores condições de trabalho, que vão muito além do salário oferecido. Muitas vezes, os candidatos preferem estar em uma empresa que tenha como proposta uma condição de trabalho mais flexível e acolhedora, do que as que oferecem apenas uma remuneração acima do mercado.

Salários de acordo com a média do mercado, acompanhados de um pacote de incentivos atrativos, resultam em processos seletivos mais concorridos, uma vez que os profissionais mais talentosos têm ciência da mudança que podem trazer para um negócio e são realistas quanto as suas necessidades. Isso facilita que procurem e reconheçam empresas que possam atender às suas expectativas.

Consequentemente, essas estratégias não só facilitam o recrutamento, como também a retenção. Ao oferecer condições positivas e atrativas, a tendência é que os indivíduos se esforcem para apresentar resultados cada vez melhores e garantir o seu posto de trabalho por longos anos.

Aumentar a produtividade dos colaboradores

Ao desenvolver ações para promover uma melhor experiência de trabalho aos profissionais, a empresa deixa de ser uma simples contratante e se torna uma parceria dos seus colaboradores.

Quando essas pessoas passam a se identificar com a imagem do negócio, enxergando o contratante como alguém que se interessa pelo seu trabalho e reconhece seus esforços, é despertado um senso de pertencimento. Ao se sentir fazendo parte do negócio, abraçam metas, objetivos, processos e políticas com maior intensidade. O resultado é uma equipe mais motivada, engajada e produtiva.

Desenvolver as equipes

Quanto mais atrativa for a proposta da empresa, mais talentosa será a sua equipe. E para que esses níveis de desempenho sejam mantidos, é necessária uma política de valorização que fortaleça o vínculo entre contratante contratado.

Uma das maneiras de fazer isso é promovendo conhecimento e capacitação. Ao conceder aos profissionais mecanismos para que se desenvolvam, inseridos em um contexto em que desejam cada vez mais fazer parte da empresa, essas pessoas se sentem motivadas a trocar experiências e compartilhar os ensinamentos adquiridos.

Um time treinado, que tem o interesse de repassar o que aprendeu, potencializa o programa de capacitação oferecido pela empresa. Assim, pode otimizar os investimentos nessa área.

Diminuir o turnover

A atração e a retenção de talentos, somadas à valorização do colaborador, resultam na diminuição do turnover. Manter os índices de rotatividade o mais baixo o possível é fundamental para que a empresa possa manter uma imagem positiva como empregadora.

Esse benefício também está relacionado à diminuição de custos. Equipes inteiramente envolvidas com o seu trabalho e com a organização diminuem a necessidade de novos processos seletivos constantes e, consequentemente, fazem com que essas despesas sejam desnecessárias.

Além disso, os encargos trabalhistas, as demissões e possíveis complicações com a Justiça do Trabalho passam a ser evitados. Cumprindo todas as exigências legais e garantindo uma política organizacional atrativa, certamente, poderá direcionar o orçamento para a promoção de novas ações estratégicas, mantendo esses níveis em uma margem satisfatória.

A importância de valorizar os colaboradores

Uma vez que todas as empresas são diretamente influenciadas pelo desempenho dos seus colaboradores, a equação é simples: quanto mais desmotivados, menos produtivos e, consequentemente, os resultados serão piores.

Por isso, investir na qualificação e no bem-estar dos profissionais não tem erro. Um time feliz e satisfeito agrega valor ao negócio, elevando a qualidade dos produtos e serviços oferecidos. Dessa forma, a organização prospera.

As maiores e mais populares empresas do mundo — como a Google — são famosas não só pelos serviços oferecidos, mas pelo tratamento que oferecem aos colaboradores. Isso só prova que políticas criativas e diferenciadas realmente podem fazer a diferença.

As ações aplicadas ao employee experience são investimentos. Tudo o que está relacionado à melhoria da experiência do colaborador com a empresa se reflete de maneira positiva nos resultados. Portanto, não deixe de estruturar um bom programa, que permita utilizar o capital humano da melhor forma, atingindo assim os objetivos do negócio.

Se quiser continuar recebendo mais dicas relacionadas ao capital humano do negócio, assine nossa newsletter e fique por dentro das nossas atualizações.

Escreva um comentário