Powered by Rock Convert

Elaborar um currículo em inglês é algo necessário para aqueles que buscam oportunidades fora do país. Além disso, até mesmo para algumas vagas nacionais, como na área de relações internacionais, as empresas exigem que o currículo seja escrito na língua inglesa, para garantir que o profissional tenha tal habilidade.

Fazer esse documento pode ser um desafio para muitas pessoas, e nós vamos ajudar trazendo aqui algumas dicas importantes. Leia tudo com atenção e seja bem-sucedido quando for elaborar o seu currículo, aumentando suas chances para ser chamado para uma entrevista em inglês. Vamos lá?

1. Tenha cuidado com a tradução dos textos para o inglês

Não se recomenda que você apenas coloque as informações em um tradutor automático, uma vez que eles fazem a tradução de forma literal, deixando as frases, muitas vezes, estranhas ou fora do contexto.

Isso acontece porque as figuras de linguagem que existem na língua portuguesa nem sempre têm correspondência no inglês. Por isso, confiar totalmente nos tradutores online é algo que, definitivamente, você não pode fazer.

Caso não tenha certeza sobre alguma expressão ou palavra que precisa ser traduzida, sugerimos que busque ajuda profissional. Geralmente, as escolas de inglês oferecem serviços de tradução executados por seus professores. Procure uma próxima à sua casa.

2. Estruture as informações adequadamente

Ao elaborar um currículo em inglês, é preciso ter ciência de que esse idioma tem algumas peculiaridades que são diferentes das da nossa língua. Uma das principais é o fato de o adjetivo vir antes do substantivo.

Por exemplo, se você quiser dizer “gato preto”, precisa ordenar como “black cat”, e não “cat black”. Isso deve ser observado para que as informações não sejam construídas de forma equivocada, dando ao recrutador a ideia de que você não sabe se expressar corretamente nesse idioma.

Ainda sobre a construção das frases, lembre-se de que elas precisam ser curtas. O inglês é muito mais direto do que o português. Por isso, escreva sempre com objetividade, sem “rodeios” no texto.

3. Capriche nas palavras-chave relacionadas aos objetivos da vaga

Algumas palavras-chave são figuras certas em um currículo em inglês. Elas servem para mostrar ou dar ênfase a algo que você realizou. Por exemplo:

  • to be in charge of, responsible for: ser ou estar responsável por um projeto;
  • educational background: formação acadêmica;
  • working experience: experiência de trabalho.

Também é importante conhecer algumas abreviaturas que são comuns no inglês para negócios. FYI (for your information), que significa “para sua informação”, é muito utilizado em e-mails, por exemplo. Também é comum a sigla ASAP (as soon as possible), que quer dizer que algo precisa ser feito “assim que possível”.

Ainda sobre abreviaturas, algumas delas são importantes para classificar diferentes graus de formação acadêmica. Você não pode dizer no currículo que é doutor em Engenharia, por exemplo. Isso, porque, nos Estados Unidos, a palavra “doctor” serve para nomear os médicos apenas, e não profissionais de outras áreas que tenham cursado um doutorado.

Assim sendo, temos algumas abreviações, como Msc, que significa mestrado, e PhD, que significa doutorado.

4. Busque diferenciais na escrita

As grandes empresas recebem muitos currículos diariamente, e, para que o seu se destaque, é preciso que a escrita seja muito bem elaborada. Capriche nos textos, busque encantar quem está lendo o material e, assim, consiga mais chances de ser contratado.

Também tome muito cuidado com a revisão. Como você não está escrevendo em sua língua nativa, mesmo que seja fluente em inglês, algum deslize pode acontecer. Portanto, revise tudo pelo menos três vezes, para garantir que nada passou batido.

5. Tenha cuidado com os falsos cognatos

Falsos cognatos são palavras que têm a escrita parecida em diferentes idiomas, mas com significados totalmente diferentes. É o caso, por exemplo, do termo “pretend”, que não significa “pretender”, mas “fingir”. Logo, ele deve estar totalmente descartado do seu currículo em inglês, não é mesmo?

Outro erro bastante comum envolvendo falsos cognatos é o uso da palavra “graduate” para nominar o curso de graduação que o candidato realizou. Isso é errado! “Graduate é equivalente a “pós-graduação”.

Para falar sobre graduação, em níveis de bacharelado e licenciatura, o termo correto é “undergraduate”.

6. Estruture o currículo em inglês corretamente

Para que o seu currículo não seja descartado pelos recrutadores, é fundamental que ele seja muito bem estruturado. Por isso, recomendamos que você siga a seguinte base:

Resume

Deve trazer as suas informações pessoais, como nome, endereço, número do telefone, e-mail etc. Também é interessante colocar o link para um portfólio online ou perfil em redes sociais, como LinkedIn, se você tiver.

Objective

Deve trazer o seu objetivo profissional do momento. Ele precisa ser bastante sucinto — apenas um parágrafo já é mais que suficiente.

Academic background

Deve apresentar os seus cursos de graduação e pós-graduação, bem como outros destaques da sua formação acadêmica.

Professional background

Aqui, é preciso informar as empresas em que você trabalhou, o período, o cargo e as principais funções que exerceu, resultados alcançados etc.

Languages and computer skills

Esse campo serve para que você fale sobre os idiomas que domina e softwares de computador com que sabe trabalhar bem. Lembre-se, no entanto, de que, se você estiver concorrendo a uma vaga nos Estados Unidos ou outro país de língua inglesa, o mínimo que se espera é que você seja fluente no idioma.

Por isso, colocar no currículo que você é fluente em inglês pode ser um tiro no pé e deixar as suas habilidades em xeque. Seria o mesmo que um recrutador receber no Brasil um currículo de alguém dizendo que tem fluência em língua portuguesa.

Nessa etapa, portanto, coloque o seu grau de conhecimento em língua espanhola ou outro idioma que conheça. Destaque que você tem o português como idioma nativo etc.

Extracurricular activities

Nessa etapa, podem ser acrescentadas atividades extracurriculares interessantes para a vaga a que você deseja concorrer. É o caso de cursos de curta duração realizados, trabalhos voluntários etc.

Feito o currículo, basta enviá-lo para as vagas que deseja. Para isso, é importante verificar como é esse processo em cada empresa. A maioria delas solicita que o envio seja feito por meio de seus sites ou e-mail.

Saiba mais sobre o assunto em nosso artigo que explica qual é a melhor maneira de mandar currículo!

Powered by Rock Convert

Escreva um comentário