Geração Millennial: como atrair esses candidatos?

O perfil de profissionais que invadem o mercado de trabalho, ano após ano, obedece à mudança de um ciclo de gerações, o que faz com que o trabalho de retenção de talentos seja desafiador. Na atualidade, gestores e profissionais de RH se deparam com a geração Millennial, os nativos da era digital.

A peculiaridade desse perfil está na falta de adaptação ao ambiente de trabalho. Mas tenha calma, não estamos falando isso no sentido negativo! Quem se adapta, na realidade, são as empresas.

Para que você acompanhe essas tendências e continue recrutando os melhores profissionais do mercado, criamos este post, em que abordamos alguns aspectos que vão ajudar nessa missão. Acompanhe!

Qual o conceito de geração Millennial?

A geração Millennial, ou geração Y, compreende os indivíduos que nasceram na virada do século. Durante todos esses anos de mudanças digitais, eles obrigaram as empresas a se alinharem às transformações tecnológicas para se manterem competitivas e bem posicionadas no mercado.

Essas pessoas querem ocupar um espaço de relevância na carreira profissional, mas não estão dispostas a tudo: a qualidade de vida é um aspecto altamente valorizado. Assim, lançam para as corporações o desafio de acompanhar as mudanças e suprir as demandas desse novo perfil.

No geral, os Millennials apresentam as seguintes características profissionais:

  • novas tecnologias os mantêm engajados;
  • são ambiciosos;
  • valorizam a liderança;
  • buscam por empresas que os deixem expressar suas opiniões;
  • correm atrás do empoderamento;
  • precisam sentir que o seu trabalho é valorizado;
  • se posicionam de modo a fazer a diferença.

Quais as diferenças entre os Millennials e a Geração Z?

Os Millennials não são a última geração e o mundo corporativo também não está na fase de aproveitá-los enquanto espera pela próxima. Hoje, a geração Z já começa a fazer parte do mercado de trabalho. Como nasceram e cresceram em épocas diferentes, é natural que esses perfis não se sintam atraídos pelas mesmas questões.

Basicamente, o comportamento dos Millennials obriga as empresas a criarem estratégias cada vez mais diferenciadas para despertar o interesse desses indivíduos. Isso se deve ao fato de que cresceram em uma época em que puderam participar de grandes transformações, principalmente, as tecnológicas.

Já o a geração Z nasceu habituada ao mundo tecnológico e digital, da forma que conhecemos hoje. Para eles, estar por dentro das tendências e novidades é algo que faz parte do seu cotidiano.

O resultado é que a interação desses dois perfis com o mundo é bastante diferente. Enquanto os Millennials preferem a originalidade e a autenticidade, a geração Z está mais focada em transparência e valoriza empresas preocupadas com as questões sociais.

A internet, por sua vez, tem o papel de ferramenta de trabalho para os Millennials. Já para a geração Z, é apenas mais um canal de interação.

Quais as dicas para atrair essa geração?

Contar com os Millennials no quadro de colaboradores é uma vantagem e tanto para as empresas, pois a sede pela busca de novas informações é característica desses profissionais, que têm muito a acrescentar para os negócios. Tendo isso em vista, confira 4 dicas para atrair essa geração!

1. Entenda as características dos Millennials

Os empregadores precisam entender que essa geração tem comportamentos, dores e desejos diferentes em relação aos profissionais com os quais estão acostumados. Dificuldades em aceitar ordens, cumprir horários, seguir regras e manter o foco no trabalho estão entre as características mais marcantes.

Por isso, cabe à empresa divulgar parte das políticas internas alinhadas a esse perfil, seja na oferta de vagas, seja no decorrer do processo seletivo. Um exemplo disso é permitir o acesso às redes sociais.

Ao contrário do que se pensa, facilitar o uso de plataformas de relacionamento e aplicativos pode aumentar a produtividade e a criatividade da equipe, que utiliza esses canais durante a rotina de trabalho como fonte de ideias e relaxamento.

2. Flexibilize o horário de trabalho

Seguindo os mesmos princípios da dica anterior, é interessante oferecer aos novos contratados uma jornada de trabalho flexível. Empresas que operam com horários fixos para entrada e saída do expediente dificilmente vão reter esses profissionais por muito tempo.

No lugar de uma jornada de trabalho engessada, estabelecer prazos para entrega das atividades colabora para a apresentação de resultados mais efetivos, processos criativos eficientes e a apresentação de soluções inovadoras, já que cada colaborador tem a liberdade de trabalhar nos horários em que apresenta melhor desempenho.

3. Adote o home office

O home office é uma tendência no mundo corporativo e uma modalidade de trabalho bastante adequada para atrair a geração Millennial. Por meio dessa prática, o novo contratado pode desempenhar suas funções tanto do espaço físico da empresa quanto no local de sua preferência, por meio do trabalho remoto.

A proposta pode ser bastante atrativa. Afinal, vai além de uma rotina flexível: proporciona ao profissional uma vida mais confortável e é vista pelos candidatos como um grande benefício. Muitas vezes, inclusive, vai além do salário oferecido.

4. Ofereça um plano de carreira

Um outro ponto marcante da geração Millennial é a alta rotatividade dessas pessoas nos empregos. Donos de um perfil que gosta de um novo desafio, não pensam duas vezes antes de abandonar a atual rotina para se dedicar a uma nova oportunidade.

Seguindo essa perspectiva, a sua empresa deve ter propostas atrativas para esses colaboradores. Portanto, não hesite em criar e oferecer um plano de carreira sólido, interessante e tangível.

Como os processos digitais auxiliam nessas questões?

Se a palavra de ordem para a geração Millennial é inovação, certamente, esses profissionais não estão em busca de uma oportunidade de emprego em anúncios de jornais. Contar com processos seletivos digitais é fundamental para atrair esses perfis.

Utilizar a internet para a publicação de vagas é o primeiro passo para chamar a atenção de pessoas antenadas às novidades tecnológicas. Quando a seleção é feita nessas plataformas, o processo se torna mais ágil e isso colabora para que essas pessoas mantenham o foco na vaga oferecida pela sua empresa.

Como vimos neste post, a geração Millennial não está para chegar — ela já vem ocupando os postos de trabalho. Ter essas pessoas dentro das empresas só tem a agregar. Invista nelas!

Além das características dos Millennials, que tal descobrir algumas questões relevantes a respeito de quem contrata? Veja aqui as 6 características que todo bom recrutador deve ter!

Previous Post
Next Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *