Powered by Rock Convert

Cada vez mais os recém-formados que entram para o mercado de trabalho e profissionais que desejam redirecionar a carreira optam por trabalhar em startup. Trata-se de um modelo de negócio normalmente voltado à tecnologia, que se encontra no início das operações.

Em geral, essas empresas são comandadas por jovens empreendedores que objetivam a realização de um trabalho inovador, investindo pouco. Por serem arrojadas, ágeis e em constantes mudanças, essas empresas exigem características específicas dos profissionais que desejam trabalhar nesse ambiente.

Neste artigo reunimos as principais habilidades e competências requeridas para desenvolver um bom trabalho nas startups. Conheça as características exigidas e verifique se você tem o perfil ideal!

O modelo de negócio das startups

As startups são empresas jovens, com o empreendedorismo no seu DNA. Por serem flexíveis, buscam profissionais de fácil adaptação. Um dos principais desafios para se trabalhar nesse modelo de negócio é a constante mudança nos cenários.

As estratégias estabelecidas em determinado momento podem ser alteradas ou descartadas no mês seguinte, por necessidade de se aplicar novas ideias ou por falta de verba.

Essa inconstância se explica principalmente por se tratar de um negócio de alto risco, que exige adaptações ao mercado para alcançar um rápido crescimento.

Competências requeridas para trabalhar em startup

O ambiente de trabalho nesse modelo de negócio é muito diferente das empresas tradicionais. Além de não terem uma hierarquia delimitada, as startups têm uma cultura propícia às inovações constantes e autonomia nas ações.

Essas características exigem profissionais que se moldem a uma estrutura não rígida — o que pode representar alguma dificuldade para as pessoas acostumadas com suporte, ordem e delimitação das funções.

Para trabalhar em uma startup, também é necessário ter uma alta capacidade de adaptação para acompanhar e se alinhar às instabilidades do ambiente no qual a empresa está inserida.

Além desse traço, outras habilidades e competências são requeridas. Veja a seguir as principais características que compõem o perfil exigido.

Ter espírito inovador

A inovação é uma das principais diferenças das startups, pois elas lidam com um ambiente instável e cheio de riscos. Nesse tipo de empresa, os colaboradores estão sempre fazendo coisas novas e buscando outros modelos de negócio.

Tal configuração exige que o profissional esteja apto a se movimentar de forma rápida. Essa competência também diz respeito à disposição para contribuir com o negócio de forma criativa, tendo em vista que a base dessas empresas é justamente a inovação.

Dessa forma, é imprescindível ter sempre muito conhecimento e se atualizar constantemente, já que a área tecnológica muda o tempo todo.

Administrar o trabalho sob pressão

Faz parte do modelo de startups realizar baixos investimentos para abrir um negócio e lançar ideias. Dessa forma, o desenvolvimento dessas empresas depende de financiadores, conhecidos como “investidores-anjos”.

Por esse motivo, é normal haver muita cobrança para alcançar metas e apresentar resultados, visando atender aos objetivos dos investidores. Nesse sentido, a habilidade requerida é saber lidar com a pressão, sem prejuízo à produtividade.

Ter responsabilidade

Pelo fato dessas empresas serem negócios em fase de desenvolvimento, elas precisam de equipes multitarefas, que exerçam diversas atividades e funções ao mesmo tempo.

O senso de propósito e missão também é maior nas startups, onde o esforço de cada colaborador tem impacto direto no sucesso do empreendimento. Portanto, é exigida muita responsabilidade e organização para cumprir com todas as obrigações dentro dos prazos estabelecidos.

Ser proativo

Como em qualquer outro tipo de negócio, a proatividade é uma característica desejada pelas empresas. Em startups, essa competência é mais valorizada ainda, por ser um negócio em desenvolvimento e necessitar de colaboradores engajados com o projeto.

As pessoas que não são proativas sentem dificuldade em trabalhar com uma estrutura de gestão horizontal — como a adotada em startups —, em que pode acontecer de você ser o seu próprio chefe. Dessa forma, o profissional deve ter iniciativa, vontade de aprender e ser colaborativo.

Ter criatividade

A capacidade de identificar soluções alternativas para problemas que podem surgir é de suma importância. Pessoas criativas conseguem antecipar e gerar métodos mais eficazes para auxiliar a empresa a criar oportunidades e ousar com novas ideias.

Essa competência é especialmente apreciada no ambiente de inovação, já que permite buscar novas formas de resolver a “dor do cliente”.

Ter espírito de equipe

As startups valorizam o trabalho em grupo, já que entendem a equipe como uma engrenagem, em que todos colaboram, se desenvolvem e atingem resultados positivos.

Dessa forma, uma postura colaborativa, habilidade e flexibilidade para lidar com diferentes opiniões e perfis são aspectos indispensáveis para trabalhar em equipe.

Vantagens de trabalhar em uma startup

Uma das principais vantagens de trabalhar nesse modelo de negócio é a possibilidade de um rápido crescimento profissional. Quando um colaborador demonstra engajamento, proatividade e criatividade, há grandes possibilidades de obter reconhecimento e promoção rápida para cargos mais elevados.

Outro aspecto que atrai cada vez mais profissionais para esse tipo de empresa é a informalidade e a descontração, que incluem:

  • horários de trabalho flexíveis;
  • happy hour após o expediente;
  • liberdade de trabalhar com roupas descontraídas;
  • jogos de lazer no ambiente de trabalho — mesa de sinuca, ping pong, entre outros.

Além dessas vantagens, as startups costumam adotar estratégias de contratação com participação nos lucros, oferecendo bônus em projetos e possibilidades de adquirir ações da empresa. Assim, quando o negócio evolui de forma rápida, é possível obter uma ótima remuneração.

A estrutura desse modelo é muito ágil e flexível, contando com profissionais que conseguem trabalhar em diversas áreas. Dessa forma, é um ambiente que proporciona um grande aprendizado, pois os colaboradores aprendem diferentes tarefas e muitas vezes tomam decisões que não tomariam em empresas tradicionais.

Como vimos, o perfil para trabalhar em startup exige várias características essenciais. Se você se identifica com o ambiente desse modelo de negócio, prepare um currículo exaltando as suas competências — caso se sinta inseguro quanto a algum aspecto, tenha em mente que as habilidades podem ser desenvolvidas.

Gostou de saber sobre o perfil exigido para trabalhar em startup? Então siga as nossas redes sociais e fique sempre atualizado sobre esse tipo de assunto. Estamos no Facebook, no Instagram e no LinkedIn!

Powered by Rock Convert

Escreva um comentário